Páginas

2 de fevereiro de 2011

isto não vai rimar.

A beleza limita-se à tempestade, e sucumbe lentamente na insipidez da repetição.(Dêem-me mais horas de sono, então.)
Agora obrigam-me a despir a noite, enfrentar a chuva, correr pela rua e descobrir alguma satisfação?
Terra molhada e pés inundados de lodo. (Esta gente tresanda a queixume…)
E nada mais que isto.



-RaquelDias
Enviar um comentário