Páginas

6 de dezembro de 2013

odeio feriados

hoje é feriado e eu odeio feriados tanto quanto odeio os domingos e a inércia dos dias do corpo do copo vazio e o supermercado fechado do asfalto só das ausências das lentas vivencias entre paredes das sedes insaciadas das mãos desocupadas e do céu pardo também ele expectante também ele delirante na febre do tédio eu já nem sei porque escrevo o que escrevo ou o sentido não faz sentido e sem virgulas fica mais bonito fica tão Álvaro de Campos fluido frenético desértico feriado que me obrigada a estas coisas.

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah.
Enviar um comentário