Páginas

24 de março de 2017

faz verde faz azul

faz verde, faz azul, faz Primavera feliz. 
e eu, que sempre quis ser pássaro, passeio de mãos dadas com o vento. 
atento à neve, o olho difunde-se no horizonte. verde terra, verde barro. lama. 
as escamas caem, as guelras desaparecem: a montanha afugenta o peixe.
Pueblo sereno, feito poema, é pena… mas tenho de ir.

Enviar um comentário