Páginas

16 de novembro de 2012

leviandades

Ensejos Suplicados a Inércia ao Teu Lado,
a Água escorre, Tudo Morre,
Cai a Noite, Cai o Véu,


Pinta-se o Céu… 


Foi-se o Medo, o Segredo,
os Tremores, Um a Um.


A Constelação é Casa, é o Nosso Lugar Comum,
Para Ti Sou Asa,

Sou Lugar Nenhum...


Vem o Vento, a Transmutação,
Mas sempre a Tua Mão,
o Acento, Sílaba Tónica,
a Parte Irracional da Lógica,


o Ter-te. 




 Raquel Dias
Enviar um comentário