Páginas

24 de fevereiro de 2013

das raízes, minhas, tuas... a nossa






Que a nuestro amor nunca podrán sacarlo de raíz...


não é?
Enviar um comentário