Páginas

25 de outubro de 2015

Luna (I)

tens a lua nos olhos no nome
o sonho assente na minha almofada e
no meu espírito cansado mas
desperto
atento à indecisão do teu corpo
dormir
ou não
um beijo
outro

sinto na raíz do peito: a perfeição é tão simples

sou eu que te observo e tu
que te deixas observar
de sorriso lunar e estrelas na boca
que picam ao beijo e afinal
é só a tua barba

a perfeição é tão simples. mundana. 





Raquel Dias
Enviar um comentário