Páginas

30 de agosto de 2016

os poemas mentem


os poemas às vezes mentem.
os poemas enganam-se e enganam
gente como tu e eu que
julga ver sangue derramado nas
palavras escupidas numa
página inevitável

mas as palavras mais que escupidas
são esculpidas por poetas
gente como tu e eu que
mente descaradamente em nome
de uma rima bonita...

Raquel Dias


Enviar um comentário