Páginas

12 de dezembro de 2016

pétala a pétala, um dó li tá.

A essência separa-se da flor
   pétala
            a
              pétala
enquanto indago se
me amas ou se
não me
amas mas
por alguma artimanha do
destino o
vento perdeu o
tino e
levou-me a flor da mão.
Às vezes não se
pode saber o que nem
os deuses sabem
(ou quando simplesmente fazem
                                               um
                                                    dó
                                                        li
                                                          tá)
Enviar um comentário